Como escolher a melhor moeda digital para investir em 2019?

Qual a melhor moeda digital para investir em 2019?

Como escolher a melhor moeda digital para investir em 2019
Como escolher a melhor moeda digital para investir em 2019

Se tem uma coisa que podemos esperar do século XXI, são as novidades tecnológicas. Foi assim que surgiram as moedas digitais, também chamadas de criptomoedas.

A primeira moeda digital introduzida no mundo foi o Bitcoin, no ano de 2009, pelo japonês Satoshi Nakamoto. A proposta veio após uma crise no mercado global, com a ideia de descentralizar os processos bancários e tirar das mãos dos governos a manipulação monetária.

Neste artigo, vamos descobrir quais as principais moedas digitais e como escolher a melhor aposta para 2019.

Nada de intermediação bancária

Por estarem em uma rede descentralizada, as criptomoedas não sofrem interferências dos bancos. É o chamado P2P, também denominado de peer-to-peer, sistema pelo qual não há intermediação bancária nas transações comerciais. Com isso, são eliminadas as burocracias dos negócios e as moedas podem ser transferidas de indivíduo para indivíduo ou empresa para empresa.

Como as transferências ocorrem?

A rede de transferências acontece por meio da tecnologia Blockchain, que agrupa as transações em blocos. Para impedir ataques de hackers, os blocos se juntam a outros blocos e formam códigos criptografados. Portanto, a ligação entre eles é segura, pois estão em uma rede de códigos. Para descobrir um bloco de informações, por exemplo, teria que decifrar os algoritmos dos anteriores numa escalada sem fim.

E qual afinal é a melhor moeda digital para investir em 2019?

  • Bitcoin (BTC): é a criptomoeda mais conhecida e a que possui maior capitalização, ou seja, trata-se de uma moeda forte por causa de sua liquidez. O preço do Bitcoin varia de acordo com o preço que os investidores/mineradores estão propensos a pagar por ele. E, de certa forma, a valorização da moeda é resultado da mineração que chega a 80% de todos os Bitcoins, conforme mostra o Canal Tech, o que significa que os mineradores/investidores irão disputar os 20% restantes.
  • Ethereum (ETH): essa moeda digital é utilizada na Ethereum, uma plataforma de aplicações criada por financiamento coletivo. A moeda Ether é usada para o pagamento das transações e depende das aplicações realizadas na plataforma. Em todo o caso, a Ether é uma das moedas que lidera o mercado de criptomoedas, perde apenas para o Bitcoin e representa um alto potencial tecnológico.
  • Ripple (XRP): também apresentada pelo código XRP, a moeda ainda funciona como um sistema de pagamento aberto. Aliás, a proposta de sua criação era diminuir as taxas bancárias nos processos de transações – ao contrário do Bitcoin, que tinha a intenção de tirar os bancos da jogada. Apesar das contradições no mercado, a moeda tem potencial de crescimento para 2019.
  • Litecoin (LTC): é uma alternativa ao Bitcoin, pois possui os mesmos princípios. No entanto, a diferença é que permite fazer transações mais rápidas. Ela foi criada para servir como método de pagamento para qualquer produto e representa um investimento de baixo risco. A proposta, portanto, era popularizar as moedas digitais.

Como escolher a melhor moeda digital para investir?

Além das criptomoedas citadas acima, há outras 20 em expansão, como o Bitcoin Cash, Stellar, EOS, BAT e IOTA. A regra básica para quem deseja investir no mercado de moedas digitais é conhecer um pouco mais dessa área e pesquisar. Mesmo que isso possa ser feito sozinho, é imprescindível a ajuda de especialistas.

Assim, você entende o processo de criação das moedas digitais, a valorização que sofrem ao longo do tempo e, é claro, o valor de mercado que possuem. Precisa de ajuda para isso? Abra sua conta na BlueBenx e conheça nossos serviços de alavancagem de rendimentos financeiros.

Total
0
Shares
Total
0
Shares
0 Shares:
Talvez você também goste